Labrador, tudo sobre a raça! Saiba mais.

O Labrador Retriever é uma das raças mais populares do mundo, por ter uma personalidade familiar e brincalhona.
Esse é um cão dócil, fácil de treinar, que vem em três cores: preto, amarelo e chocolate.
Um Labrador Retriever é versátil. Ele pode ser cão de companhia, cão de caça, atleta canino, cão-guia, cão de serviço, cão de busca e resgate e cão de terapia.
Todas essas características tornam o Labrador bem adaptado a uma variedade de tipos de famílias. Ele é perfeito para casas com crianças mais velhas, mas pode ficar um pouco agitado demais junto a crianças pequenas demais ou na presença de novos animais, por exemplo.
Com exercício adequado, esses companheiros versáteis podem lidar com qualquer coisa, desde um apartamento até uma vasta fazenda. Mas atenção: eles não podem lidar com o isolamento. Assim, se você decidir adotar um, faça dele um membro da sua família.

História do labrador retriever

Você pode pensar que o Labrador é nativo do Canadá, de local de nome similar, mas não é. A raça foi conhecida pela primeira vez como uma versão menor da raça Terra Nova, de cães gigantes.
Os especialistas têm algumas teorias diferentes sobre como a raça veio a ser chamada de Labrador.
Um deles é que o nome veio da palavra espanhola “labrador” (em tradução livre, trabalhador). Esses cães realizaram tarefas como o resgate de itens da água, incluindo redes carregadas com peixe.
Como quer que fossem chamados, os cães eram conhecidos por seu olfato apurado, capacidade de encontrar pássaros abatidos, bem como por sua velocidade.
Quando a raça foi levada à Inglaterra, esses cães chamaram a atenção do conde de Malmesbury, que adquiriu alguns para caçar nos pantanais que cercavam sua propriedade. O Kennel Club na Inglaterra tornou oficial a raça em 1903.

Labrador: Personalidade e temperamento

O Labrador ideal é gentil, extrovertido e atraente, ansioso para agradar e tende a não ser agressivo com pessoas ou outros animais. No entanto, essa personalidade pode se alterar.
Alguns labradores são sérios, outros são “palhaços”, outros reservados. Você pode ouvir que as personalidades do labrador variam, mas é mais provável que o temperamento de um cão seja afetado pelos objetivos do criador.
Antes de dois ou três anos, muitos Labradores podem ser extremamente ativos e destrutivos apesar da reputação de raça tranquila. É na sua adolescência que muitos Labradores acham legal mastigar pedras, meias, brinquedos – e mais – o que muitas vezes gerará uma cirurgia para retirada desses corpos estranhos do organismo.
Comece a treiná-lo desde cedo, seja paciente e seja consistente e terá um grande cão!
Mesmo assim, há alguns comportamentos que você deve esperar ao longo de sua vida, como o amor pela água e pela comida.
A melhor parte sobre ter um labrador é que existem inúmeras maneiras divertidas de proporcionar atividade física e estímuo mental. Leve-o para nadar, ensine-o a correr ao lado de sua bicicleta, uma vez que ele é fisicamente maduro aos 18 a 24 meses de idade, faça caminhadas, dentre outras atividades.
Uma dieta equilibrada e muito exercício são obrigatórios para manter os labradores felizes e saudáveis.
Aliás, qualquer cão, por mais agradável que seja, pode desenvolver níveis desagradáveis de latidos, buracos e outros comportamentos indesejáveis se ele estiver entediado, não treinado ou sem supervisão. Para essa raça, a puberdade pode começar aos seis meses e continuar até que o cão tenha aproximadamente três anos de idade.

O que você precisa saber sobre a saúde do Labrador Retriever

Os problemas de saúde mais conhecidos estão relacionados à malformação dos quadris e cotovelos (displasia do quadril e displasia do coto, respectivamente). Doenças oculares como atrofia progressiva da retina e catarata são potenciais preocupações. Assim, o colapso induzido pelo exercício, uma anormalidade muscular que afeta a força, a resistência e o movimento do cão é recorrente entre cães dessa raça.
Outros problemas de saúde que podem afetar o labrador incluem doença cardíaca, um problema ortopédico chamado osteocondrose, epilepsia e doença de pele.
Outra questão relevante é que os laboradores também devem ir frequentemente ao veterinário, especialmente quando comem algo que não deveriam comer. Não é incomum que esses cães sejam submetidos a múltiplas cirurgias para remover toalhas, brinquedos, espigas de milho e outros itens que engoliram e que causam bloqueio intestinal.
O câncer ocorre na raça, mais comumente em cães de meia idade ou idosos, mas certos tipos de câncer podem ocorrer em filhotes ou jovens.

Cuidados com o Labrador

Os labradores são cães de cuidados fáceis que não precisam de muita escovação, tosa etc., mas há algumas coisas importantes para saber sobre seus cuidados.
Você terá menos pelos ao redor da casa se escovar o labrador uma ou duas vezes por semana. Toda vez que seu labrador se molhar, enxágue-o para retirada do cloro, se for o caso.
A umidade nos ouvidos pode aumentar o risco de infecções – especialmente em uma raça já propensas a elas (devido principalmente a alergias). Seque as orelhas completamente depois do seu labrador nadar.
O restante é a manutenção básica. Corte as unhas toda a semana ou conforme necessário.
As unhas longas podem tornar-se desconfortáveis para o Labrador caminhar, o que pode ser realmente doloroso, e pode sangrar muito.

Preço do labrador retriever

O preço do labrador pode variar de acordo com o criador, linhagem, dentre outros fatores. Verifique se que os cachorros são criados em um ambiente limpo, conforme a lei e com pedigree.
Outras informações sobre o labrador
• O pelo curto e resistente ao clima, bem como o corpo musculoso são perfeitos para atividades ao ar livre, como caminhadas, camping e esportes aquáticos.
• São cães ativos que precisam de exercícios diários e de estimulação mental. Sem isso, eles podem ficar entediados e destrutivos. Ofereça-lhes a atenção, treinamento e atividades de que precisam ou sofra as consequências.
• Os labradores geralmente têm ninhadas de seis a oito cachorros.
Adote o seu labrador com consciência e responsabilidade, bem como sabendo que este animal vai precisar gastar as energias e também necessita da sua atenção.

Photo of author

Escrito por:

gastao

Deixe um comentário